Áudio (contém palavrões): O discurso ordinário de Luís Filipe Vieira na Assembleia Geral do Benfica

VISITE A COLINHO.PT STORE (powered by teespring.com)

Luís Filipe Vieira reagiu de forma ordinária às acusações ao Benfica no ‘caso dos e-mails’, reclamando a inocência dos encarnados nesta polémica, usando linguagem pouco apropriada para uma Assembleia Geral de um clube.

“Em relação aos e-mails, desculpem falar à português, tanta m… e zero. Não temos medo de ninguém, nunca comprámos um filho da p… de um resultado”, vincou o presidente das águias na assembleia geral desta madrugada, na Luz.

Foi também num tom vulgar e agressivo, a concluir uma assembleia geral do Benfica explosiva, que Luís Filipe Vieira falou aos sócios, defendendo-se das acusações no que respeita aos negócios e alegada influência de Jorge Mendes no clube encarnado. O presidente das águias recorreu novamente ao vernáculo e vulgaridade

“Em relação a Jorge Mendes, deixem-me dizer algo importante. Que eu saiba, dentro do Benfica pode ter um ou outro miúdo da formação e tem… querem ouvir ou não? Não tem um c… de um jogador, ca…! Não tem um jogador! O Benfica acorda o preço do jogador, ele tem 10 por cento de comissão. [Sobre a transferência de Ederson]. O Manchester City esteve agora a pagar 15 milhões em dois meses. Não há um clube que compre um jogador a pronto. Mendes é parceiro do Benfica. Gerimos bem o Benfica”, explicou Vieira aos sócios.

Áudio (contém palavrões): O discurso ordinário de Luís Filipe Vieira na Assembleia Geral do Benfica

 

Colinho.pt store

COLINHO.PT STORE (powered by teespring.com)

www.colinho.pt
faça o “like” em facebook.com/colinho.pt
subscreva o canal youtube.com/salasdeimprensa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *