Fernando Gomes confirmado como ‘vice’ da UEFA e com um dos pelouros mais importantes

O Presidente da FPF será responsável pelo relacionamento com os clubes, gerindo competições como a Liga dos Campeões e Liga Europa

Já foi oficializado no Congresso da UEFA realizado em Helsíquia: Fernando Gomes foi nomeado para o lugar de vice-presidente da UEFA e com um dos pelouros mais importantes. O Presidente da Federação Portuguesa de Futebol será responsável da direção da UEFA pelo relacionamento com os clubes. Decisões sobre provas como Liga dos Campeões onde este ano o Barcelona é favorito com 3.75 de odds de futebol e a Liga Europa passarão pelo crivo de Fernando Gomes.
Recorde-se que Fernando Gomes já tinha funções relevantes na UEFA nesta área, pois já era presidente do Comité de Competições de Clubes, cargo que irá continuar a ocupar. Agora, na direção do organismo, terá poderes bastante reforçados.
No que toca ao Comité Executivo, onde Fernando Gomes se manteve, a UEFA elegeu esta quarta-feira oito membros de um total de 17, na sequência da renovação de mandatos para o órgão máximo do organismo europeu.
Fernando Gomes foi eleito para o Comité Executivo da UEFA a 24 de março de 2015, com 48 dos 54 votos, e apenas terminará o mandato em 2019, ficando à margem da mudança de cadeiras ocorrida esta quarta-feira.
Os oito membros eleitos esta quarta-feira, seis deles novos membros, foram: o sueco Karl-Erik Nilsson, o irlandês John Delaney, o italiano Michele Uva, o polaco Zbigniew Boniek, o alemão Reinhard Grindel, o turco Servet Yardimci, o inglês David Gill e o holandês Michael van Praag.
Foram ainda eleitos três membros europeus para o Conselho da FIFA para o período 2017-21: Sándor Csányi (Hungria), Costakis Koutsokoumnis (Chipre) e Dejan Savicevic (Montenegro).
Do Congresso da UEFA de Helsínquia, foram também nomeados, para além de Fernando Gomes, mais quatro ‘vices’ Presidentes do elenco do esloveno Alexander Ceferin, Presidente do organismo que manda no futebol Europeu, a saber: O sueco Karl-Erik Nilsson será o primeiro vice-presidente; o espanhol Ángel Villar terá o pelouro das relações com a FIFA e outras confederações; o ucraniano Hryhoriy Surkis terá a seu cargo as relações com as federações; e o alemão Reinhard Grindel terá o pelouro da governação.

Ainda sobre Fernando Gomes
Fernando Gomes tem também estado ativo na gestão do futebol nacional, que tem vivido dias excecionalmente conturbado. Na mira estão os comportamentos anti desportivos.
Na realidade, o Presidente da Federação Portuguesa de Futebol anunciou um plano de segurança adicional para os árbitros nas suas competições seniores e juniores A.

“Isto demonstra que estamos num caminho errado de crescimento de discursos públicos com níveis de irresponsabilidade difíceis de aceitar. Embora não me orgulhe desta decisão, entendo que ela é necessária e adequada”.

O Presidente adiantou ainda que estas não serão as únicas medidas: “A FPF vai ainda propor à Assembleia da República, à semelhança do que já fez, com êxito, quanto à lei da Corrupção no Fenómeno Desportivo, medidas legislativas que visem dar um sinal muito claro de que comportamentos antidesportivos são exemplarmente tratados em Portugal. Para essa tarefa queremos acreditar que contaremos com o apoio do Governo, dos partidos políticos e dos tribunais”.

 

 

No votes yet.
Please wait...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *